domingo, 3 de junho de 2012

O DISCO VOADOR REVELA NOSSOS SEGREDOS


O DISCO VOADOR REVELA NOSSOS SEGREDOS

Cruzou o espaço                       
O Tal disco voador...
Riscou em Brasa
O céu do Redentor...
E no seu rastro
De poeira, estrelas,
Nuvens passageiras,
Veio mostrar
Que nossa chama
Nunca se apagou...
Veio revelar
Que nossa história
Mal começou...                                    
                                                                        
Do passado                                         
mais recente,                 
abraços quentes,                      
quem não vai lembrar?            
Fazemos um do outro             
parte do presente,                   
em beijos ardentes,                 
não se pode negar...                 
mas do passado           
mais distante,              
que se perdeu             
por entre espinhos,      
pela curva do caminho,                                     
quem vai acreditar?                 
O tal do disco voador             
veio pra relembrar...                
                                              
Se já fui Rei                  
tu fostes sempre minha  
Princesa...  
Se fui Guerreiro 
fostes sempre 
a Pitonisa...
Se por ausência
já chorei, 
morreste 
de tristeza...                  
Pelo fogo                   
ou pela água,  
já sofremos por amor
e separados,                                      
nossos caminhos
reencontrados 
no tal disco voador...                          

Já namoramos
em invernos glaciais...
vivemos da terra,
transformando
os metais...
Senhor, Senhora,
às margens
Do Círculo de Pedra,
sobre as Brumas...
deixando enigmas
indecifráveis
pros mortais....


Num leito de ouro
Fundamos nosso império...
na Taça de Cristal
revelamos
os mistérios...
Nem mesmo sábios, alquimistas,
conquistadores de outras terras,
conseguiram descobrir ...
Agora é tarde...
O tal disco voador
já vai partir...

Um comentário:

  1. Conjurei as brumas e de lá te mandei um aviso. Agora estamos em casa...

    ResponderExcluir